Os Desafios e as Conquistas dos Amigos do Bem

desafios-e-conquistas-amigos-do-bem

A BOOKPartners apoia o Projeto Amigos do Bem – uma instituição sem fins lucrativos, não governamental que luta contra a fome e a miséria no Sertão Nordestino, por meio de ações educacionais e projetos autossustentáveis que contribuam no desenvolvimento social da população carente.

No intuito de ajudar aos Amigos do Bem, a BOOKPartners, pelo seu selo editorial B4 Editores irá lançar um livro sobre o Projeto agora, em novembro, chamado Amigos do Bem – a caminho da transformação.

Toda a renda adquirida com a venda será revertida ao projeto.

Leia a seguir, a entrevista com Alcione Albanesi – Presidente da ONG Amigos do Bem.

1. Quando a instituição Amigos do Bem foi criada e com qual objetivo? Conte-nos um pouco sobre essa história.

Tudo começou em 1993, quando decidi, junto com um grupo de amigos, realizar um Natal diferente no sertão nordestino levando alimentos, roupas, colchões, cadeiras de rodas, brinquedos e atendimento médico e odontológico à população carente daquela região.
A miséria, a seca e o abandono nos provocaram profundas transformações. Em 2002, depois de quase dez anos, demos continuidade ao trabalho iniciando um projeto de transformação de vidas e construímos a primeira Cidade do Bem, no sertão de Pernambuco, com projetos autossustentáveis para uma mudança efetiva na vida de milhares de pessoas.

2. Quais foram as conquistas mais expressivas durante esses anos?

Ao longo desses anos já construímos quatro Cidades do Bem, localizadas nos estados de Pernambuco (nas regiões de Inajá e Catimbau), Ceará e Alagoas, que oferecem completa infraestrutura para uma vida mais digna, com casa, saneamento básico, padaria, centro médico e odontológico, eletrificação de ruas, trabalho e educação.

Atualmente, os maiores desafios são os nossos 4 Centros de Transformação, com mais de 3 mil m2, objetivando atender a mais de 10 mil crianças e jovens, por meio de ensino regular e cursos profissionalizantes, através de um sistema de educação formulado e implantado por profissionais de São Paulo.

Além das Cidades do Bem, 9.600 famílias cadastradas são atendidas – um total de 60 mil pessoas com alimentos, roupas, assistência médica e odontológica.

Em São Paulo, mais de cinco mil voluntários atuam diretamente arrecadando todos os meses, em redes de supermercados, 185 toneladas de alimentos para as famílias atendidas.

3. Como a ONG capta recursos?

O nosso projeto possui grandes dimensões e, por isso, os desafios são ainda maiores.

Além dos colaboradores mensais, algumas redes de supermercado de São Paulo abrem suas portas para arrecadarmos alimentos ao sertão.
Com o objetivo de conseguirmos recursos às famílias das Cidades do Bem e regiões vizinhas, comercializamos doces e castanhas de caju, provenientes da nossa plantação de caju (uma das maiores de Pernambuco) e da Fábrica de Beneficiamento, que geram mais de 400 frentes de trabalho e que revertem recursos aos diversos projetos desenvolvidos.
Também temos o artesanato realizado pelas mulheres, que utilizam recursos naturais locais, como casca do coco e barro, para confecção das peças artesanais.

4. Qual é a rotina dos moradores das Cidades do Bem?

Este projeto tem uma moeda de troca que é a transformação. Enquanto adultos trabalham no plantio, na indústria do caju ou no artesanato e também fazem cursos de alfabetização e profissionalizantes; as crianças estudam e têm atividades que ampliam seu aprendizado, como aulas de inglês, de dança, informática, teatro, entre outras.

5. Qual é o próximo passo?

Se olharmos para trás, veremos que já alcançamos muitas realizações, mas ainda temos muito que fazer.
Milhares de vidas ainda vivem em absoluta miséria, sem qualquer recurso e precisam de uma mão amiga para que esse cenário se modifique.
Todos nós temos um dom de transformar e este trabalho me transforma a cada dia e amplia minha forma de ver e sentir o mundo. Não podemos parar.
Apenas através da educação podemos modificar o nosso país. Os Centros de Transformação visam desenvolver verdadeiros cidadãos do mundo, para que a fome e a miséria sejam lembradas apenas como um fato histórico.

6. O livro ‘Amigos do Bem – A caminho da Transformação’ comemora vinte anos de existência da ONG. Qual mensagem este livro pretende passar?

Este livro retrata o longo caminho que percorremos para que tudo fosse possível. Descreve através das lentes sensíveis do Chico Audi, o sofrimento do nordestino, a angústia das mães que não têm o que dar de comer aos seus filhos, a fé nos rostos marcados pela seca e pelo abandono, mas também mostra a esperança nos olhares das crianças atendidas pelos Amigos do Bem que acreditam e lutam por um futuro melhor.

Leave a comment


  • *